Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 7 de novembro de 2010

Alcoólicos Anônimos



  Tanto se fala sobre o Alcoólicos Anônimos, com sua eficácia e com toda sua ajuda, porém, você sabe exatamente tudo sobre este? Confira logo abaixo.
  São uma comunidade, com carácter voluntário, de homens e mulheres que se reúnem para alcançar e manter a sobriedade através da abstinência total de ingestão de bebidas alcoólicas. Teve origem americana, em 1935. Apesar de não ser de caráter religioso, o AA,  tem incorporado em seus métodos diversos princípios de diversas variedades de religiões. A comunidade recebe pessoas de todas as doutrinhas.
  O grupo recebe um quantidade significativa de jovens, pessoas que julgam-se ser muito novas para serem consideradas alcoólicas.
  Aqueles que não conseguem se recuperar, segundo a comunidade, são indivíduos que não conseguem ou não querem se entregar por completo, como dizem, a esse programa simples, em geral homens e mulheres que são incapazes de ser honestos consigo mesmos.
  Retirado do site oficial, apresenta-se doze passos:
OS DOZE PASSOS
PRIMEIRO PASSO:
Admitimos que éramos impotentes perante o álcool - que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
SEGUNDO PASSO:
Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.
TERCEIRO PASSO:
Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.
QUARTO PASSO:
Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
QUINTO PASSO:
Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.
SEXTO PASSO:
Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.
SÉTIMO PASSO:
Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.
OITAVO PASSO:
Fizemos uma relação de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.
NONO PASSO:
Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-las significasse prejudicá-las ou a outrem.
DÉCIMO PASSO:
Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.
DÉCIMO PRIMEIRO PASSO:
Procuramos através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que o concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós e forças para realizar essa vontade.
DÉCIMO SEGUNDO PASSO:
Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a estes passos, procuramos transmitir esta mensagem aos alcoólicos e praticar estes princípios em todas as nossas atividades.

  Saiba mais pelo site oficial: http://www.alcoolicosanonimos.org.br/index.php

Postado por: Raphael Souto

Nenhum comentário:

Postar um comentário